Soluções para o lixo tecnológico

Compartilhar no Facebook

Enviar por email Imprimir este artigo
José Justino da Silva Filho
josejustinos@gmail.com
 

O mundo está se informatizando. Já se fabrica mais transistores do que se colhe arroz no mundo. Algumas estimativas apontam que já existem mais de um bilhão de computadores pessoais e pelo menos 3,66 bilhões de celulares no mundo. É uma boa notícia. Por outro lado, ela apresenta um novo e sério problema quando pensamos no descarte de todo esse material. Alguns estudos feitos nos EUA vêm mostrando que o lixo eletrônico já é responsável por mais de 70% das contaminações por metais pesados e 40% da contaminação por chumbo registrados em aterros americanos.

No Brasil, somente no ano passado, foram vendidos mais de 10 milhões de microcomputadores. Estima-se que em 2015 poderemos ter instalado no país cerca de 100 milhões de PCs. Somos também o 3º país em ritmo de crescimento de celulares (perdendo apenas para China e Índia), com mais de 28 milhões de aparelhos vendidos nos últimos doze meses. Já chegamos a mais de 140 milhões, com uma densidade de 73,2 aparelhos por 100 habitantes.

Celulares e microcomputadores tornam-se em pouco tempo obsoletos. No Brasil, por exemplo, dos mais de 28 milhões de celulares vendidos nos últimos doze meses, pelo menos 10 milhões foram comprados por usuários que trocaram de aparelho. Estudos das Nações Unidas mostram que de 20 a 50 milhões de toneladas de equipamentos elétricos e eletrônicos são descartados anualmente no mundo todo.

Nos EUA, cerca de 50 milhões de computadores vão para o lixo todos os anos e no Japão, em 2010, já terão sido descartados 610 milhões de celulares. O consumo desta imensa quantidade de matéria-prima, além da possibilidade de contaminação pelo seu descarte descuidado, demanda pressão muito grande dos recursos naturais. Uma estratégia de reciclagem poderia fazer com que estes equipamentos descartados fossem reaproveitados em novos equipamentos, atividade que ainda é praticamente inexplorada pelas empresas e poderia ser até uma oportunidade de negócio.

A indústria atual trabalha com o conceito de “obsolescência programada”, já planejando o futuro (e rápido) descarte dos produtos que fabrica. Quando um eletrodoméstico apresenta defeito é substituído por outro mais novo e quase nunca é consertado, até porque muitas vezes o custo é quase igual ao de um equipamento novo. Temos que acelerar os programas de reciclagem e recondicionamento de celulares e computadores. Já existem alguns no Brasil, mas ainda são poucos.

O recondicionamento de computadores antigos poderia ser uma excelente fonte de suprimentos para as escolas. Também devemos rever as cadeias de produção e não apenas focar na eficiência da composição do produto, mas na sua decomposição, ou seja, a partir do produto descartado, como reaproveitar seus componentes?

Esta decomposição implica em analisar o ciclo de vida do produto ao contrário, começando com as questões relativas a seu descarte e reutilização e depois olhando a redistribuição destes produtos pela cadeia de reciclagem e seu reaproveitamento em outras linhas de produção. Este novo conceito poderia mudar o modelo empresarial atual, diminuindo as pressões para o contínuo lançamento de novos produtos, que geralmente são produzidos com diferenças quase que “cosméticas”.

Produtos eletrônicos poderiam ser atualizados por kits de modernização e modificações no seu software embarcado, diminuindo a ênfase na aquisição de novos aparelhos. Esta mudança conceitual obrigaria a indústria a se redesenhar, saindo do modelo de negócios direcionado por produto para um modelo baseado em serviços. Para isso acontecer é provável que novos atores apareçam, como empresas que focadas no gerenciamento do ciclo de vida dos produtos e que também fariam as atividades de redistribuição dos itens descartados.

Diversas empresas já estão intensamente envolvidas com a questão de meio ambiente e sustentabilidade. A IBM, por exemplo, propôs, durante recente fórum ambiental realizado em Londres, uma espécie de protocolo de Kioto só para a indústria de tecnologia, uma vez que estima-se que pelo menos 2% do gás carbônico emitido no mundo é de responsabilidade da indústria de TI. Quanto mais as empresas se reunirem em seus grupos industriais para definir metas de redução no consumo de energia e emissão de poluentes nas suas cadeias produtivas, maior será o efeito dessa força tarefa para o nosso planeta.

Fonte: Computerworld


José Justino da Silva Filho
Formado em técnico em informática pela Escola Técnica de Hortolândia (atual Paula Souza) em Processamento de Dados, atua como técnico de suporte da Prefeitura de Hortolândia e presta serviços para empresas da região como desenvolvedor web, manutenção de PC, notebooks e impressoras. Gerencia o site: www.makingsite.com.br. É certificado: ITIL V3. Atualmente faz o curso superior em Gestão Pública.
Email: josejustinos@gmail.com




Mais textos deste colunista:
Kaspersky descobre rede de espionagem
Lave suas roupas com um pouco mais de 1 copo d'água
Parabéns macintosh!
MS armazenará dados fora dos EUA
Vício por jogos online vira documentário
O que estamos fazendo das lembranças?
Facebook pode sair do ar no Brasil
Governo aguarda explicações dos EUA, afirma ministro da Justiça
Bug da Apple se espalha no twitter e promove caos digital
Projeto que estimula 'lan house' é aprovado pela CAE
CRE quer saber se empresas de telecomunicações conheciam esquema de espionagem no Brasil
2013 com muitas novidades
Lista negra
Não é magia, é tecnologia
Mito ou verdade: processadores com mais núcleos são sempre melhores?
Anatel autoriza venda do iPhone 5 no Brasil
Youtube explica a retirada do vídeo que levou o diretor geral no Brasil para a prisão
Senha do banco central francês era 123456
Empresa chinesa lança cópia do iPhone 5
Samsung paga 1 bilhão da Apple
Internet via rede elétrica: o futuro?
HTML5 é a bola da vez!
Motorola mobility vai cortar 4 mil empregos, 20% do total
Hotmail.com será cancelado!
Ultrathins?
Câmera digital ou smartphone?
O perigo de vivermos desconectados da vida real
Google pode lançar cinco smartphones Nexus até o fim do ano
Vantagens e desvantagens dos ultrabooks
Google lança armazenamento na "nuvem"
O que fazer com meu micro velho?
Vale a pena montar um micro?
Pinterest, o que é isso?
Após fechamento do megaupload, filesonic pára compartilhamento de arquivos
Governo dos EUA fecha megaupload e prende seu fundador
Em rumo ao sucesso: sua empresa é conectada?
4G
Computação em nuvem
Uma homenagem a você!
Videogames atrapalha vida sexual masculina
Boas Festas Digital
Amazon poderá chegar ao Brasil
Linkedin abre escritório regional no Brasil
Google anuncia encerramento de wave, friend connect, knol e outros produtos
Transformando ar em água
Cloud computing
Bicicletas com freios wireless
Computador de US$25 dolares chega em dezembro
Smartphone com tela flexível em 2012
Como escolher seu proximo computador
Sal aumenta em seis vezes a capacidade do HD
Morre Dennis Ritchie, pai do Unix e da linguagem de programação C
Galaxy tab proibido na Austrália
Oito dia sem Jobs
Morre Steve Jobs
Facebook messenger é a nova ameaça ao google e às operadoras
Google lança o sua nova rede social
Como escolher um tablet?
Senhoras e senhores os "ULTRABOOKS".
IBM comemora 100 anos de existência
Celular pode causar cancer?
Proteção para seu HD
Hortolandia terá Líder mundial de produtos e serviços de telecomunicações
Vovó pára internet no país inteiro
Relembrando o Passado
Lei para regulamentação da área de T.I.
Chip nos automóveis a partir de junho é obrigatório!
Urgente! microsoft alerta sobre nova vulnerabilidade do Windows
Motorola apresenta tablet Xoom e o Atrix 4G, smartphone que funciona como dublê de laptop
Tablet PC, o que é isso?
Geração Y
Sete táticas de vendas em TI
Potência RMS x PMPO
TV 3D na sua sala de estar!
Perigos de invasão no windows
Compras de natal na net: Segurança nas compras pela web.
Sherlok Holmes digital
Sete termos de tecnologia para serem desmistificados
Até a microsoft tem programas gratuitos
O que é um wiki?
Como garantir segurança e disponibilidade da infraestrutura
Vídeo currículo: a nova tendêndencia do mercado de trabalho
Chega o kinect: Tecnologia da microsoft para vídeo-game sem controle.
Descubra o que diferencia um bom currículo na área de TI
Apple anuncia iPhone 4
Escritório online
Microsoft confirma lançamento do projeto natal
Seja capaz
Introdução

COMENTE ESTE ARTIGO:
Nome:
Email:

(0 / 255)
O tamanho máximo do comentário é de 255 caracteres.
Atenção!
Você irá receber um email para confirmar seu comentário para que o mesmo seja publicado nesta página, portanto o campo Email é de preenchimento obrigatório e, ao enviar, você assume a responsabilidade pelas suas palavras inseridas neste comentário.
*NOTA : o JornalRMC abre esse espaço para que nossos colunistas exponham, de forma voluntária, seus pontos de vista sobre os assuntos em que são especialistas. Dessa forma, as opiniões apresentadas são de única e exclusiva responsabilidade dos mesmos, não refletindo necessariamente a opinião do portal e de seus editores.

 
SOS Impressoras
Rádio Novo Tempo Campinas
Cadastro Nacional de Pessoas Desaparecidas

.: Acessos: 8.702.798 :. | .: desde Agosto/2007 :. | .: contato: imprensa@jornalrmc.com.br :. | .: desenvolvido por: LINDEMUTH Comunicação :.