Alienação

Compartilhar no Facebook

Enviar por email Imprimir este artigo
 

Encontro-me com o Thomas, vizinho do 98. Ele espera os amigos que vir√£o apanh√°-lo para uma festa, eu o Teobaldo da Vozes, que dever√° levar-me para palestra no interior do S√£o Paulo. Tomo a iniciativa...

- Oi Thomas, tudo bem. Como vai a escola. Superando com facilidade os limites do Ensino Médio que você tanto temia?

- Oi Celso, sem problemas. Pensei mesmo que mudando de escola enfrentaria alguma dificuldade, mas est√° tudo caminhando bem. √Č f√°cil e creio que sem qualquer dificuldade termino o ano sem recupera√ß√£o...

- E como vai a Geografia? Creio que as aulas est√£o ‚Äúfervendo‚ÄĚ n√£o? A passagem do Katrina arrasando o sul dos Estados Unidos e os tuf√Ķes que assustam o Jap√£o devem estar rendendo muitas perguntas. N√£o est√£o?

- Que nada, Celso. A professora est√° na √Āfrica e quando perguntamos sobre esses assuntos, falou-nos que somente daqui alguns meses chegaria na Am√©rica ou na √Āsia. Portanto, disso nada sabemos...

- Bem, mas as aulas de História devem estimular debates. No país inteiro não se fala de outro assunto que o problema da corrupção que parece, infelizmente, varrer o país de norte a sul. Vocês têm discutido esse tema?

- N√£o. Nossa professora est√° na Idade M√©dia e j√° avisou que n√£o aceita ‚Äúmata√ß√£o‚ÄĚ de aula sobre outros assuntos...

- Se a professora assim pensa, que fazer? Mas em Língua Portuguesa nada se fala sobre o que os jornais comentam, sobre o que as revistas semanais ilustram?

- Nada disso, Celso. Nosso professor de literatura empacou no parnasianismo e recusou discutir temas atuais, dizendo que o tempo corre e que n√£o podemos perder aulas com quest√Ķes da atualidade...

- Mas, espera a√≠. N√£o se d√° aula de gram√°tica e a gram√°tica n√£o pode ser vista nos jornais e corrigida nas entrevistas de pol√≠ticos e de jogadores? As aulas de Biologia, por acaso n√£o est√£o discutindo as leis de Mendel, esquecendo-se que a atualidade clama por debates sobre bio√©tica, aborto, eutan√°sia, transg√™nicos, muta√ß√£o gen√©tica? Ser√° que nas aulas de Qu√≠mica n√£o surgem exemplos da culin√°ria, modelos extra√≠dos da degusta√ß√£o? Ser√° que os lances de futebol ou do v√īlei n√£o podem ajudar a explicar os movimentos dos corpos e atrav√©s da interdisciplinaridade sinalizar que f√≠sica e biologia se encontram? Ser√° que as aulas de Educa√ß√£o F√≠sica n√£o levam pela a√ß√£o, o aluno a descobrir a import√Ęncia das atividades aer√≥bicas, os fluxos da respira√ß√£o?

Thomas deve ter me tomado como maluco e agradeceu a carona que chegando, depressa o levou daquela torrente de pondera√ß√Ķes. Pior que ele, senti-me maluco tamb√©m, pois onde j√° se viu papo de escada, interrogar sobre temas de educa√ß√£o. Thomas, seu pai confidenciou-me depois, n√£o gostava da escola apesar de sair-se bem e nesse particular se identifica com a maior parte dos estudantes que n√£o gostam de suas escolas e que acham ‚Äúmuito chata‚ÄĚ as aulas que recebem. Creio que Thomas tamb√©m me acha ‚Äúum chato‚ÄĚ pois fico interrogando-o sobre o mundo em que vive, mas n√£o conhece, sobre o tempo em que pensa que est√°, mas na verdade n√£o est√°. N√£o h√° porque reclamar da chatice da escola, pois creio que muitos professores ainda que saibam bem sobre o que falam, nada sabem sobre aliena√ß√£o. Aliena√ß√£o, Hegel, mostrou muito bem √© um estado vivido por muitas pessoas para as quais o mundo parece constitu√≠do de coisas independentes uma das outras e indiferentes √† consci√™ncia. Alienadas s√£o criaturas ap√°ticas que passam pelo mundo sem o viver, pensam que vivem seus tempos, mas vive um permanente agora.


Celso Antunes
Bacharel e licenciado em Geografia pela Universidade de S√£o Paulo, Mestre em Ci√™ncias Humanas e Especialista em Intelig√™ncia e Cogni√ß√£o; Membro da Associa√ß√£o Internacional pelos Direitos da Crian√ßa Brincar (UNESCO); Embajador de la Educacion ‚Äď Organizaci√≥n de Estados Americanos; colaborador em√©rito do Ex√©rcito Brasileiro; s√≥cio fundador do Todos pela Educa√ß√£o - Sociedade Civil que re√ļne lideran√ßas sociais, representantes da iniciativa privada e educadores; autor de cerca de 180 livros e consultor de diversas revistas especializadas em Ensino e Aprendizagem; ministrou palestras e cursos em todos os estados do pa√≠s, mais de 500 munic√≠pios; ministrou palestras e cursos na Argentina, Uruguai, Peru, M√©xico e outros pa√≠ses.
Email: celso@celsoantunes.com.br
Site: www.celsoantunes.com.br




Mais textos deste colunista:
Uma Professora de Belezas
Quem ama o feio... ou Darwin que disse
Se assim somos é porque assim imitamos
O cérebro e a sala de aula
Deficiência
Cuidado! O nazismo pode estar voltando...
Um "ET" em minha sala (I) - O que aprender
A crian√ßa e o mundo dos n√ļmeros
Ensinar o que? II
Competências do Ensino Médio
Saber fazer é bom, saber porque fazer é mais...
Ser leitor
A disciplina em sala de aula
Margarida
Olhar Emp√°tico do Mestre
Um sol que n√£o tem tamanho
Um Programa Alternativo
Os Bichos e os Homens
Cérebro Adolescente
Por que ensinar valores?
Nesta escola n√£o existe...
Bota a gente calça e calça a gente bota...
A Pl√°stica e a Caminhada
Por que as crianças se estressam?
O Espaço Tenebroso
Dificuldade de Aprendizagem ou de Sensibilidade?

COMENTE ESTE ARTIGO:
Nome:
Email:

(0 / 255)
O tamanho máximo do comentário é de 255 caracteres.
Atenção!
Você irá receber um email para confirmar seu comentário para que o mesmo seja publicado nesta página, portanto o campo Email é de preenchimento obrigatório e, ao enviar, você assume a responsabilidade pelas suas palavras inseridas neste comentário.
*NOTA : o JornalRMC abre esse espaço para que nossos colunistas exponham, de forma voluntária, seus pontos de vista sobre os assuntos em que são especialistas. Dessa forma, as opiniões apresentadas são de única e exclusiva responsabilidade dos mesmos, não refletindo necessariamente a opinião do portal e de seus editores.

 
SOS Impressoras
Rádio Novo Tempo Campinas
Cadastro Nacional de Pessoas Desaparecidas

.: Acessos: 6.990.731 :. | .: desde Agosto/2007 :. | .: contato: imprensa@jornalrmc.com.br :. | .: desenvolvido por: LINDEMUTH Comunicação :.