Deserto financeiro

Compartilhar no Facebook

Enviar por email Imprimir este artigo
Silvestre Gonçalez
silvestre@desktop.com.br
 


Eu nunca estive em um deserto, creio que muitas pessoas também nunca estiveram por lá. O conhecimento que tenho é através de filmes e documentários e sabe-se que a sobrevivência é um tanto penosa e inóspita.

O deserto é um lugar ermo, seco, quente com vegetação rala e espinhosa, areia escaldante, solo pedregoso e improdutivo. A sua geografia e as condições climáticas são cheias de contrates: à noite, faz um tremendo frio; durante o dia um calor de rachar. Além disso, é muito fácil se perder no deserto porque a paisagem é sempre a mesma e interminável. Em fim passar pelo deserto sem guias é praticamente impossível. Porque é um lugar fácil de morrer, de se perder, de mesmice e de paisagem monótona.

Nos desertos da vida também encontramos muitas adversidades. Todos em algum momento passam por um tipo de deserto. Deserto existencial, deserto emocional, deserto sentimental, deserto conjugal, deserto financeiro. Um que chega a destruir famílias inteiras e amizades é o deserto financeiro.

Todas as nações vivem hoje incertezas, grandes inquietudes e instabilidade financeira, prevendo uma crise financeira num futuro bem próximo. O momento que vivemos é marcado pelas tensões, angústias, e incertezas desse mercado.

Muitos economistas estão com previsões pessimistas quanto à crise financeira que o mundo enfrentará nesta década. Alguns comentam que o mercado de ações pode ter uma queda abrupta (isso já está ocorrendo), os bens imobiliários podem perder valor (os EUA estão vivendo esta situação), grandes empresas podem fechar as suas fábricas (em vários países o desemprego é altíssimo), alguns bancos irão falir (alguns faliram outros preferiram a fusão no Brasil), a Previdência Social pode entrar em colapso.

Como conseguir sobreviver em meio a uma futura crise mundial? A quem se deve recorrer? Independente do que acontecer, não temas. A sua posição é segura, mas prepara-se pelo pior. Mas como? Faça uma aliança com Deus. Para sobreviver à crise financeira que virá não basta apenas recorrer aos limitados recursos da mente natural, terá que desenvolver a sua sensibilidade espiritual.

Uma das dificuldades que todos irão enfrentar dentro em breve, devido ao deserto financeiro, será o medo. Medo que a renda será insuficiente e não conseguirá sustentar a família, medo de perder a casa, medo de perder o emprego, medo da pobreza. Para não sucumbir e morrer nesse deserto financeiro, abandone a incredulidade e passe a acreditar mais em Deus. Fazendo isso todo cristão verdadeiro terá forças suficientes para atravessar esse deserto.



Silvestre Gonçalez
Jornalista, publicitário, pós–graduado em Administração e Marketing.
Email: silvestre@desktop.com.br




Mais textos deste colunista:
Passado no presente
Palavras
Sonhos
Maldade
Destacar-se
Distanciamento
Planejamento
Teimosia
Confiança
Escolha
Perseverança
Gratidão
Esperança
Valorize-se
Humildade
Ansiedade
Desapego
A tecnologia nos distancia
Aproveitando as oportunidades do Marketing
Removendo as máscaras
Novo perfil econômico de Sumaré
Os perigos das redes sociais
Uma paixão nacional
Um recado aos políticos
Presente de Natal
Superando suas metas
Afinal, qual é o seu talento?
Inimigo dos relacionamentos
O impacto do desânimo
Atitudes de algumas pessoas
Não ceder à corrupção
Escassez de profissional especializado
Investindo no futuro
Fazendo uma fezinha
Déficit habitacional na RMC
Nota fiscal solidária
Energia com sustentabilidade
Como é bom ser brasileiro
Perigo no trânsito
A inveja destrói
Você é feliz no seu trabalho?
Use a raiva a seu favor
Chega de empurrar com a barriga
Em busca do conhecimento
Traçando objetivos
Pra que sofrer?
Superando as adversidades
Aproveitando melhor o tempo
Quebrando a rotina
O valor da disciplina
A intolerância com os outros
Reta final
Você decidiu em quem votar?
Voto Regional
Meu voto não tem mistério
Faça parte dessa história
Por que Sumaré merece ter Deputado?
Networking gera benefícios e amplia relacionamentos
O perigo da murmuração
O que faz um deputado?
Espírito empreendedor
Em quem você votou nas últimas eleições?
Água, líquido precioso
O prazer em viajar
Entre vitórias e derrotas
As aparências enganam
Ecologicamente correto
A experiência de um sábio
Acreditar é diferente de confiar
Política se discute?
A Influência da Assessoria na Liderança
Os olhos não mentem
Fale menos, faça mais
2012 será o fim do mundo?
Crescimento desorganizado provoca reações da natureza
Aos meus amigos
Sustentabilidade para garantir futuras gerações
Natal, presente de Deus

COMENTE ESTE ARTIGO:
Nome:
Email:

(0 / 255)
O tamanho máximo do comentário é de 255 caracteres.
Atenção!
Você irá receber um email para confirmar seu comentário para que o mesmo seja publicado nesta página, portanto o campo Email é de preenchimento obrigatório e, ao enviar, você assume a responsabilidade pelas suas palavras inseridas neste comentário.
*NOTA : o JornalRMC abre esse espaço para que nossos colunistas exponham, de forma voluntária, seus pontos de vista sobre os assuntos em que são especialistas. Dessa forma, as opiniões apresentadas são de única e exclusiva responsabilidade dos mesmos, não refletindo necessariamente a opinião do portal e de seus editores.

 
SOS Impressoras
Rádio Novo Tempo Campinas
Cadastro Nacional de Pessoas Desaparecidas

.: Acessos: 7.065.259 :. | .: desde Agosto/2007 :. | .: contato: imprensa@jornalrmc.com.br :. | .: desenvolvido por: LINDEMUTH Comunicação :.