A menininha cresceu:

Compartilhar no Facebook

Enviar por email Imprimir este artigo
Aline Aparecida Rocha
alineaparecidarocha@hotmail.com
 

Aquela menininha que na infância acreditava em conto de fadas e criava na imaginação as fantasias de como a vida poderia ser, sumiu.

Aquela menininha inocente que não se importava quando caía e se machucava, quando apertava o dedo na porta ou chutava o chão e ficava sem a tampa do dedão, sumiu.

E o príncipe do cavalo branco, cadê?

Aquela menininha que cresceu revezando entre brincar de boneca e bola, fazer comidinha ou soltar pipa, também sumiu.

O que aconteceu com o conto de fadas, as brincadeiras, as historinhas do Patinho Feio, da Branca de Neve e do João e o pé de feijão?

A vida mudou. A menininha cresceu e deixou pra trás toda a ingenuidade que um dia carregou.

O conto de fadas virou uma história real, na qual é preciso viver entre as escolhas e se equilibrar nas entrelinhas. E o príncipe do cavalo branco? Bom, é melhor não explicar a inexistência pra não magoar quem ainda acredita.

Aline Rocha


Aline Aparecida Rocha
Escritora e estudante. Publicou seu primeiro livro em 2012, titulado como "Gritos de Fé". Fez cursos de Informática, Hotelaria, Turismo, Marketing, Eventos, Gestão em Meio Ambiente e Administração de Empresas.
Email: alineaparecidarocha@hotmail.com
Site: www.facebook.com/FrasesAlineRocha




Mais textos deste colunista:
Medos:
A vida corre:
Ânimo versus desânimo:
A vida muda:
Feliz Ano Novo:
Terça-feira:
Caio mas no chão não fico:
Chove aqui:
Os fortes também desistem:
A razão da felicidade:
Não ouse desistir:
O amor que não se afoga:
Faça o melhor pra você:
Somos tudo. Ou nada:
Basta-me:
Saudade
Nada, nunca, foi em vão:
O amor é sempre mais:
Aprender
Sonhos e só
Palavras que não saem
Vivendo na contradição
Meus 10 anos
O desejo do meu eu
O viver

COMENTE ESTE ARTIGO:
Nome:
Email:

(0 / 255)
O tamanho máximo do comentário é de 255 caracteres.
Atenção!
Você irá receber um email para confirmar seu comentário para que o mesmo seja publicado nesta página, portanto o campo Email é de preenchimento obrigatório e, ao enviar, você assume a responsabilidade pelas suas palavras inseridas neste comentário.
*NOTA : o JornalRMC abre esse espaço para que nossos colunistas exponham, de forma voluntária, seus pontos de vista sobre os assuntos em que são especialistas. Dessa forma, as opiniões apresentadas são de única e exclusiva responsabilidade dos mesmos, não refletindo necessariamente a opinião do portal e de seus editores.

 
SOS Impressoras
Rádio Novo Tempo Campinas
Cadastro Nacional de Pessoas Desaparecidas

.: Acessos: 6.990.716 :. | .: desde Agosto/2007 :. | .: contato: imprensa@jornalrmc.com.br :. | .: desenvolvido por: LINDEMUTH Comunicação :.