Deixa eu falar filha da puta!

Compartilhar no Facebook

Enviar por email Imprimir este artigo
Gabriela Silva Peres
gabrielaspperes@gmail.com
 

♪ Foi mal, foi mal, foi mal ae véi
Se eu falei um monte de coisa que você não gosta
Com o microfone eu tenho a faca e o queijo
Olho o jornal, eu ouço rádio, eu só ouço bosta
E na TV eu não gosto de nada que eu vejo ♪

Barbudos, barulhentos, fedorentos, drogados e alcoólatras é bem a noção que se tem do Rock. De quem canta, de quem toca, de quem gosta.
O Rock and Roll sai do convencional com suas letras dinâmicas, expressivas e cheias de palavrão. Dizem o que sentem vontade sobre o que vivemos em sociedade e por diversas vezes deixamos de prestar atenção na mensagem que a música passa.

Assim como o rap, o reggae e o hardcore, o Rock sai do que é considerado normal e mostra em suas melodias mais do que a sociedade espera. São os então chamados polêmicos ou foras da lei.

É de se esperar que a maioria da população mundial, para uma vida plena e saudável, seja seguidor das leis, não cuspa no chão ou tenha medo de falar o que pensa sobre algum assunto por questões do tipo, manter a integridade, manter o emocional e até mesmo não magoar o coração alheio pobre e ingênuo.

A questão é, algumas pessoas não são assim. E nem porque querem ser polêmicas, caóticas ou politicamente incorretas. Mas porque não aceitam serem politicamente desonestos. Desonesto com a verdade, consigo mesmo, com o próximo. Não ter medo de ser criticado pelo que pensa e simplesmente dizer. Dizer e manipular o sentimento de quando nos perguntam o porquê de tanta revolta.

Acredito que quem pensa desta forma, além de medíocre, é o reflexo de que a pessoa não está entendendo nada daquilo que você esta expondo. Acham que ter opinião é ser carro chefe de quem quer aparecer.
As pessoas esquecem de que vivemos em um país "reprimidérrimo", onde "botam na bunda da gente" e ninguém reclama. Agente come cocô e acha graça. E quando aparece quem não concorda com o que esta fora do que os grandes intelectuais determinam, são tachados como esses seres diferentes da sociedade aceita.

Eu não entendo o direito que o governo acha que tem para estipular o que uma pessoa deve por na boca ou tirar dela.
Cada um tem o direito de falar o que bem entender. Ofendendo o outro ou não. Azar. O ofendido geralmente é um idiota.

Eu posso não gostar de sertanejo, de rebolar no funk, de anões, de usar calça jeans, de gente azul ou com três cabeças. E é um direito meu de me manifestar se me der vontade. Não cabe a você julgar o que eu falo ou não. Afinal, quem é que não tem preconceitos?

Tanto porquê você também julga, a diferença é que prefere ter uma imagem serena e bondosa diante dos outros e é fraco o bastante pra se conter com as aparências.

Gigantes fazem as leis, e eu posso não concordar com elas.
A livre expressão é o que constrói a nação.
Independentemente da moeda ou sua cotação.
Deixa eu falar filha da puta! Expressão!!!!



_________________________________________
Texto baseado em frases do Cantor Lobão em entrevista ao AET e
na música Deixa eu falar dos Raimundos.


Gabriela Silva Peres
Formada em jornalismo pela Universidade Paulista - UNIP
Email: gabrielaspperes@gmail.com
Site: gabrielaperesportifolio.blogspot.com.br
Blog: peresgabrielaperes.blogspot.com.br




Mais textos deste colunista:
Projeto Cão Feliz
O que fazer quando falta inspiração para escrever
O que define uma relação
O DIFÍCIL ACESSO A EDUCAÇÃO
Namore um barrigudinho
Depoimento de um Call Center
Idolatre a Dúvida
Os Black Blocs
Cara de Pau (Augusto Antunes)
Marginalzinho marginalizado?
Governo "dilma"
Qual é a cor do inimigo?
INVEJA
O que não pode ser debatido numa democracia?
Eleições 2014
UNIVERSIDADE PARA TODOS. AHAN ...
Se eu morrer, façam festa
Por que estão com tanto medo, homens de pequena Fé? (Mateus 8:26)
Não é mais tempo de votarmos no PT
Pra quem nasce na guerra, a paz não existe
Ônibus lotado, cansativo, apertado. Tudo errado
Ópio ou não, pra que religião?
Comer bebês é proibido, afirma Governo
E "Deus fez o homem e a mulher". E ponto ?
TRAIÇÃO

COMENTE ESTE ARTIGO:
Nome:
Email:

(0 / 255)
O tamanho máximo do comentário é de 255 caracteres.
Atenção!
Você irá receber um email para confirmar seu comentário para que o mesmo seja publicado nesta página, portanto o campo Email é de preenchimento obrigatório e, ao enviar, você assume a responsabilidade pelas suas palavras inseridas neste comentário.
*NOTA : o JornalRMC abre esse espaço para que nossos colunistas exponham, de forma voluntária, seus pontos de vista sobre os assuntos em que são especialistas. Dessa forma, as opiniões apresentadas são de única e exclusiva responsabilidade dos mesmos, não refletindo necessariamente a opinião do portal e de seus editores.

 
SOS Impressoras
Rádio Novo Tempo Campinas
Cadastro Nacional de Pessoas Desaparecidas

.: Acessos: 6.990.742 :. | .: desde Agosto/2007 :. | .: contato: imprensa@jornalrmc.com.br :. | .: desenvolvido por: LINDEMUTH Comunicação :.