Confiança
A confiança mútua é à base de qualquer relacionamento
Compartilhar no Facebook

Enviar por email Imprimir este artigo
Silvestre Gonçalez
silvestre@desktop.com.br
 

Existem algumas maneiras de confiança. Confiança em si e confiança nas outras pessoas. Nenhuma das confianças é fácil de lidar na vida. O maior perigo está dentro de nós porque este não tem como nos afastar. Enquanto ao perigo das outras pessoas é só procurar não frequentar os mesmos ambientes. Se encontrar alguém que não merece a sua confiança trate com naturalidade e saia desse local desconfortável.

Confiança nos outros é como um cartão de débito, a gente vai colocando créditos enquanto há reciprocidade, quando gera desconfiança cortamos os créditos e nos afastamos deles. Confiar em alguém é como passar um cheque em branco assinado ou ceder a senha do cartão, tendo a certeza de que não irá ultrapassar o limite da confiança.

Numa empresa a importância da confiança em uma venda é fundamental para que o cliente se interesse pelo produto ou serviço que está sendo vendido. Conquistar a confiança do consumidor sobre algum produto ou serviço é muito difícil, mas para perdê-lo é tão fácil quanto num piscar de olhos. A confiança mútua é à base de qualquer relacionamento. Quando ela é abalada através de uma decepção pode colocar tudo a perder.

A confiança em alguma pessoa é como um copo de cristal. Se quebrar não tem mais volta. Porque a desconfiança permeia dentro da gente. Como obter confiança duradoura nos relacionamentos pessoais e profissionais? Quando pensamos em confiança sempre visualizamos um lado da moeda, se a ação da pessoa é íntegra, honesta, sincera, leal e verdadeira. No lado profissional geralmente a empresa quer que a pessoa seja competente e que dê resultados no que se determina em fazer.

No meio profissional a confiança é um ponto fundamental. Um político confia nos seus assessores, um líder confia em seus liderados, numa empresa de médio e grande porte os diretores confiam nos gerentes, os gerentes confiam em seus supervisores e os supervisores confiam nos seus colaboradores. Como se fosse uma engrenagem, qualquer falha ou desajuste na rotação pode prejudicar toda a cadeia de funcionamento. Por isso, quando uma peça não funciona adequadamente o certo é trocar. Essa interação tem como objetivo aumentar a responsabilidade e o compromisso de cada um para que haja harmonia entre as pessoas e o ambiente onde se vive e trabalha.

A desconfiança gera incerteza e insegurança, sendo assim o melhor é confiar primeiro até que a pessoa prove ao contrário. Se a confiança é uma questão de reciprocidade, então quem merece a nossa confiança nos dias de hoje? Em quem você confia?


Silvestre Gonçalez
Jornalista, publicitário, pós–graduado em Administração e Marketing.
Email: silvestre@desktop.com.br




Mais textos deste colunista:
Passado no presente
Palavras
Sonhos
Maldade
Destacar-se
Distanciamento
Planejamento
Teimosia
Escolha
Perseverança
Gratidão
Esperança
Valorize-se
Humildade
Ansiedade
Desapego
A tecnologia nos distancia
Aproveitando as oportunidades do Marketing
Removendo as máscaras
Novo perfil econômico de Sumaré
Os perigos das redes sociais
Uma paixão nacional
Um recado aos políticos
Presente de Natal
Superando suas metas
Afinal, qual é o seu talento?
Inimigo dos relacionamentos
Deserto financeiro
O impacto do desânimo
Atitudes de algumas pessoas
Não ceder à corrupção
Escassez de profissional especializado
Investindo no futuro
Fazendo uma fezinha
Déficit habitacional na RMC
Nota fiscal solidária
Energia com sustentabilidade
Como é bom ser brasileiro
Perigo no trânsito
A inveja destrói
Você é feliz no seu trabalho?
Use a raiva a seu favor
Chega de empurrar com a barriga
Em busca do conhecimento
Traçando objetivos
Pra que sofrer?
Superando as adversidades
Aproveitando melhor o tempo
Quebrando a rotina
O valor da disciplina
A intolerância com os outros
Reta final
Você decidiu em quem votar?
Voto Regional
Meu voto não tem mistério
Faça parte dessa história
Por que Sumaré merece ter Deputado?
Networking gera benefícios e amplia relacionamentos
O perigo da murmuração
O que faz um deputado?
Espírito empreendedor
Em quem você votou nas últimas eleições?
Água, líquido precioso
O prazer em viajar
Entre vitórias e derrotas
As aparências enganam
Ecologicamente correto
A experiência de um sábio
Acreditar é diferente de confiar
Política se discute?
A Influência da Assessoria na Liderança
Os olhos não mentem
Fale menos, faça mais
2012 será o fim do mundo?
Crescimento desorganizado provoca reações da natureza
Aos meus amigos
Sustentabilidade para garantir futuras gerações
Natal, presente de Deus

COMENTE ESTE ARTIGO:
Nome:
Email:

(0 / 255)
O tamanho máximo do comentário é de 255 caracteres.
Atenção!
Você irá receber um email para confirmar seu comentário para que o mesmo seja publicado nesta página, portanto o campo Email é de preenchimento obrigatório e, ao enviar, você assume a responsabilidade pelas suas palavras inseridas neste comentário.
*NOTA : o JornalRMC abre esse espaço para que nossos colunistas exponham, de forma voluntária, seus pontos de vista sobre os assuntos em que são especialistas. Dessa forma, as opiniões apresentadas são de única e exclusiva responsabilidade dos mesmos, não refletindo necessariamente a opinião do portal e de seus editores.

 
SOS Impressoras
Rádio Novo Tempo Campinas
Cadastro Nacional de Pessoas Desaparecidas

.: Acessos: 6.982.688 :. | .: desde Agosto/2007 :. | .: contato: imprensa@jornalrmc.com.br :. | .: desenvolvido por: LINDEMUTH Comunicação :.