Maldade
A maldade cria entre as pessoas o desconforto, descontentamento, ódio.....
Compartilhar no Facebook

Enviar por email Imprimir este artigo
Silvestre Gonçalez
silvestre@desktop.com.br
 

O coração do ser humano é maldoso. Por isso que os filmes de horror, desgraça e sangrentos batem recordes de bilheteria nos cinemas. Na TV, os programas de telejornalismo dramático, onde os crimes predominam, são campeões de audiência. Os videogames violentos são os jogos preferidos pela maioria das pessoas.

A maldade é fundamentada na falta de empatia com o próximo, ou seja, quem a pratica não se importa em machucar ou ferir fisicamente ou emocionalmente a outra pessoa.

Nos dias atuais não sabemos em quem confiar. Parece que tudo gira em torno dos interesses próprios. Infelizmente a maldade está se multiplicando cada vez mais no coração das pessoas. Praticamente ninguém respeita o próximo. Cada um só pensa em si mesmo e em ficar rico.

Tem gente que adora difamar e falar mal dos outros por puro prazer, mas se esquece de que quem faz o mal, certamente irá pagar pelo mal que fez. A natureza é sábia e não deixa por menos, é o efeito da ação e reação.

O amor entre as pessoas está esfriando por ver muitas injustiças, escândalos, iniquidades e o egocentrismo crescendo nos corações das pessoas. Desde criança somos ensinados a não retribuir a ninguém o mal por mal, mesmo que alguém lhe prejudique com uma maldade.

Em algum momento da sua vida alguém já lhe deve ter feito mal. Como você reagiu? Você se vingou? Teve calma na hora de agir? Foi imprudente? Usou o método olho por olho, dente por dente? Não se sinta como uma pessoa cruel, pois é normal no ser humano sentir o desejo de vingança.

Acalmar o coração e não agir por impulso é a melhor solução. Ponderar e usar a razão são fatores importantíssimos para não se arrepender futuramente. O sucesso de cada um não precisa ser em cima da desgraça alheia. O amor é centrado no outro e não no seu “eu”.

Para eliminar a maldade do coração precisamos ter em mente que somos um ser agregado, um depende do outro para viver. Vivemos em comunidade e precisamos nos relacionar. A maldade cria entre as pessoas o desconforto, descontentamento, ódio, vingança, desamor, ira, discórdia, doenças, mal súbitos, mentiras, insinuações, injustiças, dentre tantas outras coisas.

Desde a queda do homem e da mulher no Jardim do Éden a maldade vem se multiplicando na terra. Chegou um tempo que Deus queria destruir a sua criação, até que um homem chamado Noé achou graça aos olhos de Deus.

Mesmo depois do dilúvio com a destruição de quase toda a humanidade, exceto à família de Noé, a maldade continua predominando no coração do ser humano. Então concluímos que a natureza humana é má, lutamos para não deixar aflorar a maldade.


Silvestre Gonçalez
Jornalista, publicitário, pós–graduado em Administração e Marketing.
Email: silvestre@desktop.com.br




Mais textos deste colunista:
Passado no presente
Palavras
Sonhos
Destacar-se
Distanciamento
Planejamento
Teimosia
Confiança
Escolha
Perseverança
Gratidão
Esperança
Valorize-se
Humildade
Ansiedade
Desapego
A tecnologia nos distancia
Aproveitando as oportunidades do Marketing
Removendo as máscaras
Novo perfil econômico de Sumaré
Os perigos das redes sociais
Uma paixão nacional
Um recado aos políticos
Presente de Natal
Superando suas metas
Afinal, qual é o seu talento?
Inimigo dos relacionamentos
Deserto financeiro
O impacto do desânimo
Atitudes de algumas pessoas
Não ceder à corrupção
Escassez de profissional especializado
Investindo no futuro
Fazendo uma fezinha
Déficit habitacional na RMC
Nota fiscal solidária
Energia com sustentabilidade
Como é bom ser brasileiro
Perigo no trânsito
A inveja destrói
Você é feliz no seu trabalho?
Use a raiva a seu favor
Chega de empurrar com a barriga
Em busca do conhecimento
Traçando objetivos
Pra que sofrer?
Superando as adversidades
Aproveitando melhor o tempo
Quebrando a rotina
O valor da disciplina
A intolerância com os outros
Reta final
Você decidiu em quem votar?
Voto Regional
Meu voto não tem mistério
Faça parte dessa história
Por que Sumaré merece ter Deputado?
Networking gera benefícios e amplia relacionamentos
O perigo da murmuração
O que faz um deputado?
Espírito empreendedor
Em quem você votou nas últimas eleições?
Água, líquido precioso
O prazer em viajar
Entre vitórias e derrotas
As aparências enganam
Ecologicamente correto
A experiência de um sábio
Acreditar é diferente de confiar
Política se discute?
A Influência da Assessoria na Liderança
Os olhos não mentem
Fale menos, faça mais
2012 será o fim do mundo?
Crescimento desorganizado provoca reações da natureza
Aos meus amigos
Sustentabilidade para garantir futuras gerações
Natal, presente de Deus

COMENTE ESTE ARTIGO:
Nome:
Email:

(0 / 255)
O tamanho máximo do comentário é de 255 caracteres.
Atenção!
Você irá receber um email para confirmar seu comentário para que o mesmo seja publicado nesta página, portanto o campo Email é de preenchimento obrigatório e, ao enviar, você assume a responsabilidade pelas suas palavras inseridas neste comentário.
*NOTA : o JornalRMC abre esse espaço para que nossos colunistas exponham, de forma voluntária, seus pontos de vista sobre os assuntos em que são especialistas. Dessa forma, as opiniões apresentadas são de única e exclusiva responsabilidade dos mesmos, não refletindo necessariamente a opinião do portal e de seus editores.

 
SOS Impressoras
Rádio Novo Tempo Campinas
Cadastro Nacional de Pessoas Desaparecidas

.: Acessos: 6.982.715 :. | .: desde Agosto/2007 :. | .: contato: imprensa@jornalrmc.com.br :. | .: desenvolvido por: LINDEMUTH Comunicação :.