Com apoio da Prefeitura, 4ª edição do ‘Doe Sangue, Salve Vidas’ acontece neste sábado na ETEC Nova Odessa

Por Diretoria de Comunicação da Prefeitura de Nova Odessa/SP

Uma pequena ação que muda o mundo. Com esse mote, acontece neste sábado (11/12) em Nova Odessa a 4ª edição da Campanha “Doe Sangue, Salve Vidas” do ano. A coleta será das 8h às 12h nas dependências da ETEC (Escola Técnica Estadual) da Avenida São Gonçalo, no Jardim Alvorada.

A campanha acontece a cada três meses em média e é promovida pelo Lions Clube, em parceria com o Hemocentro da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) e a Prefeitura de Nova Odessa, por meio das Secretarias de Saúde e Educação, com apoio da Polícia Militar e da Ação Social Família Silva.

As coletas periódicas têm como objetivo repor os baixos estoques de sangue do Hemocentro, que cede bolsas para os pacientes do próprio município e de dezenas de outras cidades da região. Desde o ano passado, as campanhas de arrecadação em prol do Hemocentro têm importância ainda maior, porque a pandemia de Covid-19 reduziu os estoques dos hemocentros brasileiros em geral em até 50%.

Em 2021, já ocorreram três edições da campanha. A de fevereiro arrecadou 81 bolsas de sangue, em maio foram arrecadadas 68 bolsas, e em agosto, 93 bolsas. “Felizmente, a resposta de Nova Odessa aos apelos, tem sido excelente e as campanhas têm sido um sucesso. A cada edição nossa expectativa tem sido superada, e só temos a agradecer aos moradores pela participação e por esse gesto tão bonito que é doar sangue, doar vida a quem precisa”, afirmou o presidente do Lions Clube de Nova Odessa, Olair dos Santos.

Apoiador da causa, o prefeito Cláudio José Schooder, o Leitinho, também está confiante na adesão da população. “Uma bolsa de sangue salva até quatro vidas, então doar é sempre um ato de amor ao próximo, principalmente durante a pandemia de Covid-19, que reduziu os estoques dos hemocentros. O povo da nossa cidade é solidário e tenho certeza que vamos conseguir, mais uma vez, uma quantidade significativa de bolsas de sangue”, avaliou.

O atendimento segue o protocolo sanitário em função da pandemia de Covid-19. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (19) 3476-8194 ou 3466-1350.

SAIBA MAIS

Para se tornar um doador de sangue, é necessário ter entre 18 e 69 anos – mas são aceitos candidatos a partir dos 16 anos, com o consentimento formal e presencial do responsável legal. O doador deve pesar mais de 50 quilos, não ter ingerido bebida alcoólica nas 24 horas que antecedem a doação, ter dormido pelo menos seis horas. Não é necessário estar em jejum. É importante que o doador esteja em boas condições de saúde.

Os doadores ganham um exame completo de sangue, que é enviado posteriormente através de uma carta. São realizados os seguintes exames de triagem no sangue doado: Aids, Sífilis, Hepatite, Chagas, formas raras de hemoglobina, grupos sanguíneos e fator RH.

As pessoas não podem ter sintomas gripais e respiratórios ou febre. Serão dispensados os doadores que estiveram em viagem internacional nos últimos 30 dias. Pede-se para não levar acompanhantes, somente se for extremamente necessário.

Também é possível, ao doar sangue, pedir para ser cadastrado no Redome (Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea). Isto porque os Hemocentros Regionais, mais conhecidos como “Bancos de Sangue”, são os responsáveis por cadastrar os interessados em se tornar doadores de medula óssea. Os dados são agrupados em um registro único e nacional. Informações pelo telefone 0800 722-8432.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *