Crise se enfrenta com união, associativismo, trabalho e criatividade

Com o apoio da ACE Holambra, setores produtivo, comercial, industrial e de serviços do município precisaram se reinventar para superar os efeitos da pandemia e se fortalecer nessa retomada

Março de 2020. Data que marca o início de um pesadelo global com a decretação pela Organização Mundial da Saúde do estado de pandemia devido ao vírus da Covid-19. Era o começo de um drama para o mundo e de incertezas gigantescas sobre tudo o que viria a acontecer a seguir. A rígida política de isolamento social adotada impactou de forma ampla toda a cadeia produtiva, afetando a indústria, o comércio e os demais setores, além de fazer estragos imensos no mercado de trabalho de forma geral.

Mas a história ensina que toda crise também traz oportunidades e novas estratégias, iniciativas e soluções costumam surgir nos momentos desafiadores movidos pela necessidade de recuperar o que foi perdido. Holambra pode se orgulhar de ser um grande exemplo dessa resiliência e de como a força criativa e a garra de seus empreendedores têm sido o impulso para a cidade atravessar um momento tão conturbado saindo ainda mais fortalecida dele.

No início da pandemia, a economia de Holambra amargou perdas milionárias com o fechamento do comércio, cancelamento de eventos, a paralisação do turismo e a queda brusca e repentina nas vendas de flores que atingiu em cheio tanto os produtores como todos que direta ou indiretamente dependem desse grandioso e pujante mercado do qual a cidade é a grande estrela. Mas como não há mal que dure para sempre, o sol aos poucos foi voltando a brilhar, novas oportunidades de negócios foram surgindo e hoje é possível dizer que o ponto chave para essa virada foi a incrível união de forças.

“A pandemia trouxe uma nova forma de trabalho às empresas e acelerou tendências que já estavam despontando nesse universo, como por exemplo: vendas pela internet através de aplicativos e whatsapp, a grande maioria delas teve que se adaptar e se reinventar. A cooperação mútua foi o grande mote dessa pandemia, os empresários tiveram que fortalecer relações e o consumidor local teve papel fundamental nessa questão, uma vez que, consumindo na cidade de Holambra, manteve a sobrevivência das empresas locais e os postos de trabalho”, analisa o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Holambra (ACE), Ronaldo Graat.

Mesmo com toda a dificuldade durante a pandemia, a cidade viu a abertura de novos empreendimentos em vários segmentos, sendo que muitos deles já retomaram seu crescimento. Conforme aponta a gerente executiva da ACE Holambra, Suzi Celegatti, ao longo desta retomada, a entidade tem exercido um papel crucial no apoio e na assistência aos comerciantes e empresários do município, tendo surtido um grande efeito todo o trabalho de orientação no enfrentamento à crise.

“Elaboramos materiais de orientações, instruções e dicas que foi distribuída a todos os associados, fizemos a intensificação da campanha ‘Compre no comércio local’ estimulando o fortalecimento e a manutenção dos postos de trabalho; realizamos uma série de treinamentos online nos mais diversos segmentos, estimulamos as vendas virtuais, fortalecemos a parceria com a FACESP – Federação das Associações Comerciais de SP – e com o poder público através da Prefeitura Municipal de Holambra, reivindicando ações que pudessem, naquele momento, auxiliar e colaborar com os empreendedores na manutenção do seu negócio e analisando as melhores soluções e alternativas visando sempre o cuidado com a saúde e também ampliamos a orientação para facilitar o acesso ao crédito”, enumera a gestora.

Os resultados falam por si e têm sido extremamente satisfatórios, comprovando mais uma vez o poder, a força e a pujança do associativismo.

ACE HOLAMBRA – HÁ 29 ANOS FORTALECENDO O EMPREENDEDORISMO

A Associação Comercial e Empresarial (ACE Holambra) foi fundada em 16 de agosto de 1993, inicialmente como Aciah – Associação Comercial, Industrial e Agrícola da Estância Turística de Holambra, tendo surgido menos de dois anos após a emancipação político-administrativa do município, num reflexo da reestruturação experimentada por Holambra naquele período.

A entidade foi criada por empresários e empreendedores diante da necessidade de união e de fortalecimento das categorias que movimentam a economia da cidade até os dias atuais, especialmente o comércio, indústria, agricultura e prestadores de serviços.

Com o acelerado desenvolvimento do município, atualmente as necessidades e demandas dos empresários são diferentes e ainda mais complexas e desafiadoras, estando muito mais ligadas à inovação, capacitação e qualificação dentro dos diversos segmentos estabelecidos no município.

Entre as principais missões e serviços a que a ACE Holambra se propõe diariamente a realizar pelo crescimento e desenvolvimento dos associados e do município de maneira geral, destacam-se:

Manter os associados atualizados das novas tendências no ambiente empresarial e comercial;

Agregar valor aos serviços da entidade que são oferecidos aos empresários;

Fomentar o associativismo;

Capacitar, orientar e desenvolver as empresas e seus parceiros e colaboradores;

Representar a classe empresarial, atuando de forma proativa em defender, orientar e lutar pelos interesses das empresas associadas, além de proporcionar ações que promovam o desenvolvimento econômico do setor – comércio, indústria, produção rural e prestadores de serviços – estimulando a integração entre os empresários, o município e entidades e a busca constante pela satisfação dos sócios, através da prestação de serviços com credibilidade e excelência;

Tornar a entidade reconhecida, no âmbito público e privado, gerando serviços e produtos inovadores que irão trazer competitividade às empresas, tornando-se uma organização de excelência, geradora e divulgadora de conhecimentos ao possibilitar múltiplas e relevantes aprendizagens para pessoas e organizações, consolidando a cultura empreendedora no âmbito de sua atuação;

Representar a classe empresarial junto à cidade e nas esferas estadual e federal, além de fazer parcerias com outras entidades, com o objetivo de disponibilizar informações e recursos aos associados;

Ser uma extensão das empresas, alavancar o comércio, indústria, produção rural e prestadores de serviços, apoiando e dando suporte com serviços de qualidade. Tornar-se uma referência aos associados como modelagem de integridade, com ética profissional e humana, construindo relações de trabalho, com o objetivo de crescer em parceria com os sócios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.