Defesa Civil da Prefeitura de Nova Odessa mantém monitoramento do Quilombo e contato constante com moradores

Por Diretoria de Comunicação da Prefeitura de Nova Odessa/SP

A Defesa Civil Municipal da Prefeitura de Nova Odessa mantém o monitoramento do nível do Ribeirão Quilombo, bem como o contato constante com os moradores das áreas passíveis de alagamento por eventual cheia do rio através do recém-criado grupo no aplicativo WhatsApp. Há alertas de possibilidade de chuvas intensas na região a partir desta quarta-feira (29/12), até domingo (02/01).

As ações fazem parte do plano intersetorial da Prefeitura para o eventual atendimento de moradores de áreas alagadiças que podem vir a ser desalojados, definido em meados de dezembro. O grupo de trabalho conta com apoio de várias secretarias e diretorias do Poder Público Municipal e da Coden Ambiental.

Segundo o coordenador da Defesa Civil de Nova Odessa, Vanderlei Wilians Vanag, cerca de 50 residências da cidade estão historicamente sujeitas a alagamentos, em bairros como os jardins São Jorge, Flórida, Conceição e Vila Azenha. Os moradores da maioria delas foram cadastrados e incluídos no grupo. Quem não tem o aplicativo no celular recebe as informações dos vizinhos.

“Estamos fazendo monitoramento do ribeirão a cada duas, três horas. A gente faz um balanço de como o rio subiu ou baixou e aí a gente manda no WhatsApp, duas vezes por dia, a quantidade de centímetros que o Quilombo variou no último período – geralmente na hora do almoço e à tardezinha. Mas podemos enviar mensagens a qualquer momento se necessário”, explicou Vanag.

Segundo o coordenador, até o momento, mesmo com as variações do Quilombo após os períodos de chuvas mais intensas nas cidades a montante (acima), não houve o registro de quaisquer estragos nas residências monitoradas. “O problema é chover na cabeceira do rio”, lembrou – o Quilombo nasce em Campinas e recebe águas de Paulínia, Sumaré e Hortolândia antes de chegar a Nova Odessa. Por isso, Vanag e sua equipe estão em contato constante também com a Defesa Civil em Campinas.

“A partir de amanhã (quinta-feira), como tem uma previsão de chuvas fortes, a gente vai intensificar ainda mais a ação da Defesa Civil, vamos manter dois carros andando à noite, monitorando o ribeirão, os pontos alagadiços e informando a população”, finalizou o coordenador

NO ‘ZAP’

As duas primeiras mensagens enviadas levaram aos moradores informações básicas sobre a própria finalidade do grupo, além de orientações sobre como proceder em casos de cheias repentinas e também uma série de telefones úteis de contatos.

Veja o teor da segunda mensagem:

DEFESA CIVIL MUNICIPAL DE NOVA ODESSA

OPERAÇÃO VERÃO 2021/2022

CUIDADOS

Em situações de chuvas fortes:

– Afaste-se de aparelhos e objetos ligados à rede elétrica, como TVs, geladeiras e fogões

– Afaste-se de janelas, tomadas, torneiras, canos elétricos e evite tomar banho

– Nunca atravesse uma via com água ou lama de deslizamento fluindo.

– Diante do aparecimento de fendas e rachaduras nas paredes ou de qualquer sinal de deslizamento, abandone o local imediatamente e procure abrigo fora da área de risco

Para mais informações sobre como se prevenir, visite o site spalerta.sp.gov.br.

CONTATOS

● Em caso de emergências, a população de Nova Odessa pode acionar a Defesa Civil Municipal pelo telefone (19) 99545-6418, a Defesa Civil Estadual pelo 199 ou também os Bombeiros (193) ou a Polícia Militar (190).

● Para ocorrências envolvendo as redes de água e esgoto ou a coleta de lixo, entre em contato com a Coden Ambiental pelos telefones 0800 771-1195 ou (19) 99599-7766.

● Em caso de falta de energia ou ocorrências envolvendo a rede elétrica, é importante que a população entre em contato imediatamente com a CPFL Energia no www.cpfl.com.br, App “CPFL Energia” ou WhatsApp (19) 99908-8888. Não toque nos fios!

● Os telefones da GCM (Guarda Civil Municipal) são o (19) 3466-1900 e o 153.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *