Matemático da Anhembi Morumbi projeta cenários para a possível saída da quarentena

Com o objetivo de modular os efeitos das estratégias do distanciamento social, o matemático Osmar Pinto Neto*, docente e pesquisador dos programas de Mestrado e Doutorado em Engenharia Biomédica da Universidade Anhembi Morumbi, cruzou dados, que levaram em consideração o número de leitos de UTI disponíveis no Estado de São Paulo e a quantidade populacional, chegando à conclusão de que se as pessoas tivessem extrema cautela fora de casa, tomando todos os cuidados orientados pela OMS (Organização Mundial da Saúde), como uso de máscara adequadamente, protocolo de higiene respiratória e distanciamento mínimo de 1,5 metros, a magnitude e a duração do distanciamento social necessários para manter o controle da pandemia poderiam ser menores.

São Paulo é o estado com maior número populacional do Brasil, com mais de 44 milhões de habitantes. Portanto, explorando estratégias alternativas de intervenção de Distanciamento Social para o Estado é de extrema importância observar vários fatores, que podem levar a diferenças nas estratégias de intervenção na COVID-19, como a quantidade de pessoas dentro do grupo de risco, condições ambientais e desigualdades socioeconômicas e socioculturais.

Os modelos sugerem, então, que o cenário ideal seria manter o Distanciamento Social atual (em torno de 50%), aumentando a proteção em 10% para usar a estratégia de janela de tempo entre 60 e 80 dias, conseguindo conter os dois primeiros picos da pandemia no Estado, garantindo que não haja colapso no sistema de saúde. “Isso significa que ao longo do tempo, poderíamos diminuir o Distanciamento Social, se as pessoas aumentarem seu nível de proteção. Ou seja, temos que nos conscientizar de que não voltaremos ao normal, mas teremos que ter novas posturas e seguir à risca a etiqueta respiratória ao sair de casa. Do contrário, só poderemos sair do Distanciamento Social quando houver vacina”, explica o pesquisador.

Veja a pesquisa publicada no link: http://arxiv.org/abs/2005.09426
http://arxiv.org/abs/2005.09426

*Osmar Pinto Neto matemático pela Jacksonville State University, nos EUA, doutor em Engenharia Biomédica pela Universidade do Vale do Paraíba, UNIVAP. Atualmente é docente e pesquisador nos programas de Mestrado e Doutorado em Engenharia Biomédica da Universidade Anhembi Morumbi, em São José dos Campos.

O especialista está disponível para falar sobre o assunto e comentar a pesquisa.

Sobre a Universidade Anhembi Morumbi

A Universidade Anhembi Morumbi é a primeira instituição internacional de ensino superior do Brasil. Desde 2005, faz parte da rede internacional de universidades Laureate, maior rede global de instituições de ensino superior, com mais de 850 mil estudantes matriculados em instituições nas modalidades presenciais e online.

São oferecidos programas de Graduação, Graduação Tecnológica e Pós-graduação Lato Sensu e Stricto Sensu, distribuídos nas áreas de Ciências da Saúde; Turismo e Hospitalidade; Negócios; Direito; Artes, Arquitetura, Design e Moda; Comunicação; Engenharia e Tecnologia e Educação. Seus oito câmpus estão localizados nas regiões da Avenida Paulista, Vila Olímpia, Mooca, Morumbi, Vale do Anhangabaú, São José dos Campos e Piracicaba.
A Universidade Anhembi Morumbi possui laboratórios de última geração e diferenciais como a internacionalidade, já tendo enviado, desde 2006, milhares de alunos do Brasil para realização de cursos no exterior, além de receber centenas de estudantes estrangeiros em seus câmpus, que se tornaram locais multiculturais para o aprendizado.

Outras vantagens: a titulação internacional, que permite ao estudante o acesso a certificação do Brasil e de uma instituição no exterior e o Anhembi Carreiras (http://carreiras.anhembi.br), um portal de empregabilidade da Universidade Anhembi Morumbi com serviços de preparação para o mercado de trabalho e conteúdos exclusivos para o desenvolvimento da trajetória profissional.

Sobre a Laureate Brasil

A Laureate Brasil, integrante da rede global líder em ensino superior Laureate International Universities, é formada por 11 instituições, em oito estados brasileiros, e cerca de 309 mil alunos e polos em diversos locais do país na modalidade de educação digital. Fazem parte do grupo mundial: Business School São Paulo (BSP); CEDEPE Business School; Complexo Educacional FMU/FIAM-FAAM; Centro Universitário IBMR; Centro Universitário Ritter dos Reis (UniRitter); Centro Universitário FADERGS; Centro Universitário UniFG; Faculdade Internacional da Paraíba (FPB); Universidade Anhembi Morumbi (UAM); Universidade Potiguar (UnP); Universidade Salvador (UNIFACS); e EAD.br.

Sobre a Laureate International Universities

A Laureate International Universities é a maior rede global de instituições de ensino superior, com mais de 850 mil estudantes matriculados em instituições nas modalidades presenciais e online, em mais de 150 campi, com programas de graduação e pós-graduação (lato e stricto sensu) de qualidade e focados na empregabilidade dos estudantes, em uma ampla gama de áreas de conhecimento. A organização é a maior Empresa B Certificada® do mundo na área de educação e tem a missão Here for Good, que significa estar aqui para o bem e para sempre, pois acredita que quando os alunos obtêm sucesso, países prosperam e a sociedade é beneficiada. Saiba mais em: http://www.laureate.net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *