Prazo para vacinação contra a Aftosa é adiada em Monte Mor

A Secretaria de Meio Ambiente e Agricultura de Monte Mor, informou nesta quinta-feira (02) que a vacinação contra a febre aftosa foi adiada para o dia 31 de dezembro de 2021.

Segundo a Secretaria, o produtor rural do município tem até o último dia do ano de 2021 para completar o ciclo vacinal contra a febre aftosa em seu rebanho e apresentar a documentação de comprovação de vacina aos órgãos competentes. A decisão, tomada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, leva em conta as demandas que surgiram em várias regiões do Estado de São Paulo com relação à dificuldade de produtores de adquirirem as doses da vacina.

Assim, a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado, por meio da Coordenadoria de Defesa Agropecuária, submeteu a demanda do setor ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Estender o prazo até 31 de dezembro de 2021 foi considerado pelo Ministério e pela Secretaria do Estado uma forma de dar ao criador de gado uma possibilidade de maior tempo para adquirir e completar a vacinação, já que a falta de vacina no mercado impossibilitou a vacinação no prazo anterior. Também ficou estabelecido que o prazo para a entrega da declaração de vacinação passou a ser 07 de janeiro de 2022.

Do mesmo modo e pelas mesmas razões, segundo a Secretaria de Meio Ambiente e Agricultura de Monte Mor, a vacinação contra a brucelose em bezerras também ficou adiada, tendo os mesmos prazos, 31 de dezembro para a vacinação e 07 de janeiro de 2022 para entrega dos documentos. As perdas econômicas causadas pela Brucelose e, principalmente, pela Febre Aftosa são consideráveis e, por essa razão, os produtores, empresários e famílias rurais precisam ficar atentos ao cumprimento dos prazos. “A doença causa grandes perdas econômicas, com a

redução de produtividade dos rebanhos, além de afetar enormemente o comércio interno e, principalmente, as exportações”, segundo o diretor de Agricultura de Monte Mor, Antonio Carlos de Paula Júnior. A importância econômica e social da produção de gado e os efeitos que a febre aftosa pode causar devem ser levadas em conta neste contexto. Em conjunto com a Secretaria de Agricultura e Abastecimento e Coordenadoria de Defesa Agropecuária do Estado de São Paulo, a Secretaria de Meio Ambiente e Agricultura de Monte Mor demonstra cuidado e preocupação com o setor.

Para qualquer dúvida é só entrar em contato por e-mail com [email protected], pelo telefone 11.5067.0069 ou pelo site www.agricultura.sp.gov.br.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.