1º ‘Doe Sangue’ do Lions, PMNO e Hemocentro de 2022 arrecada 73 bolsas em Nova Odessa

Por Diretoria de Comunicação da Prefeitura de Nova Odessa/SP

A primeira edição da Campanha “Doe Sangue, Salve Vidas” de Nova Odessa em 2022 arrecadou 73 bolsas no último sábado (12/02). O evento foi realizado na EMEFEI Alvina Maria Adamson, no Jardim São Jorge, e foi organizado pelo Lions Clube, em parceria com o Hemocentro da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) e a Secretaria de Saúde do município.

Ao todo, compareceram 102 candidatos, mas 29 não estavam aptos para doação naquele momento. Desse total, houve 34 doadores de “primeira viagem”, ou seja, doando pela primeira vez.

As coletas periódicas têm como objetivo repor os baixos estoques de sangue do Hemocentro, que cede bolsas para os pacientes do próprio município e de dezenas de outras cidades da região.

Desde o ano passado, as campanhas de arrecadação em prol do Hemocentro têm importância ainda maior, porque a pandemia de Covid-19 reduziu os estoques dos hemocentros brasileiros em geral em até 50%. Ao longo do ano, mais três campanhas serão realizadas, as datas ainda não foram divulgadas.

Ano passado, as quatro edições realizadas somaram 309 bolsas coletadas – além de um número significativo de pessoas que estão se conscientizando sobre a importância de ser um doador: 103 moradores iniciaram a doação. Ou seja, os números nesse começo de 2022 são muito positivos e acima da média, comparado ao ano passado.

“Em nome do Lions Clube, só tenho a agradecer mais uma vez a população de Nova Odessa que atendeu ao apelo do Hemocentro, comparecendo para nos ajudar nessa causa tão nobre, porque há muita gente carecendo de doação. Muitas vidas poderão ser salvas com essas 73 bolsas doadas. Todos os envolvidos estão de parabéns, especialmente aqueles que a cada edição têm compreendido a importância de ser um doador”, agradeceu o presidente do LC Nova Odessa, Olair dos Santos.

SAIBA MAIS

Para ser um doador de sangue, é necessário ter entre 18 e 69 anos – mas são aceitos candidatos a partir dos 16 anos, com o consentimento formal e presencial do responsável legal. O doador deve pesar mais de 50 quilos, não ter ingerido bebida alcoólica nas 24 horas que antecedem a doação, ter dormido pelo menos seis horas. Não é necessário estar em jejum. É importante que o doador esteja em boas condições de saúde.

Os doadores ganham um exame completo de sangue, que é enviado posteriormente através de uma carta. São realizados os seguintes exames de triagem no sangue doado: Aids, Sífilis, Hepatite, Chagas, formas raras de hemoglobina, grupos sanguíneos e fator RH.

As pessoas não podem ter sintomas gripais e respiratórios ou febre. Serão dispensados os doadores que estiveram em viagem internacional nos últimos 30 dias. Pede-se para não levar acompanhantes, somente se for extremamente necessário.

Também é possível, ao doar sangue, pedir para ser cadastrado no Redome (Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea). Isto porque os Hemocentros Regionais, mais conhecidos como “Bancos de Sangue”, são os responsáveis por cadastrar os interessados em se tornar doadores de medula óssea. Os dados são agrupados em um registro único e nacional. Informações pelo telefone 0800 722-8432.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.