Finados fomenta o já aquecido mercado de flores

Crisântemo, Kalanchoes e Kalandivas plantados em vaso lideram as vendas. Produtores das espécies ampliam a oferta em 100% para atender a demanda do período

Crisântemos, Kalanchoes e Kalandivas disparados na frente, seguidos de Antúrios e Sunpatiens são os produtos campeões de vendas para o período de Finados, considerado uma das grandes datas do calendário para o setor de flores e plantas ornamentais. O CEAFLOR, o novo mercado atacadista da região de Holambra, aberto há um mês, trabalha a todo vapor para abastecer o mercado em diferentes regiões do país.

Especialmente para os produtores dessas variedades, o volume ofertado à comercialização aumentou em mais de 100%, caso do produtor de Atibaia (SP), Dirceu Kioshi Hasimoto, da Mix Flores. “Para quem produz Crisântemos, Finados é a data mais importante do ano, mais até que o Dia das Mães”, enfatiza.

Beleza, durabilidade e resistência ao calor são os atributos das espécies que têm a preferência do consumidor. Quando plantadas em vaso, tendem a durar bem mais, pois são de fácil manutenção.  

As flores comercializadas diretamente pelos produtores no CEAFLOR abastecem floriculturas, Garden Centers e supermercados em todo o país. No caso da Mix Flores, 35% da produção de crisântemos segue para a região Sul, 25% ficam no estado de São Paulo e os outros 40% são distribuídos nas demais regiões.

Mercado em alta

Enquanto diversos segmentos lutam para se manter acima do PIB, o mercado nacional de flores no Brasil continua em alta, com previsão de fechar o ano com movimentação entre 7% e 8% maior. Em 2018, o faturamento atingiu R$ 8,1 bilhões.

Atualmente, o Brasil figura entre os 15 maiores produtores de flores e plantas do mundo, principalmente em função do investimento feito pelo produtor em novas variedades, o que ampliou o mix de produtos para o consumidor, e também pela melhor eficiência da cadeia, que garante qualidade, durabilidade e preços mais atrativos.

1º mês

Ao completar um mês funcionando, a avaliação feita pela administração e pela comissão de permissionários do Ceaflor é positiva. Os segmentos de paisagismo, jardinagem e de flores em vaso já operam com 100% da capacidade, o que significa que o maior mix de plantas ornamentais do país está à disposição dos atacadistas e consumidores.

No setor de flores de corte, as câmaras frias já estão sendo instaladas e grande parte das lojas de acessórios para decoração também já está aberta. “O operacional do CEAFLOR caminha rapidamente para atuar em plenitude. Em um empreendimento deste porte, que envolve cerca 350 empresas permissionárias, é natural a demanda de pequenos ajustes, respeitando necessidades e prioridades de cada uma”, comenta Antônio Carlos Rodrigues, presidente do Ceaflor.

Sobre o CEAFLOR

O CEAFLOR é o mais novo mercado de flores da região de Holambra. Destinado à comercialização de flores de corte e em vasos, plantas ornamentais e grande diversidade de acessórios para floricultura, paisagismo e decoração, o empreendimento abriu as portas no dia 25 de setembro.  Com o incremento desse novo centro comercial, a região passa a responder por cerca de 65% de todas as flores e plantas comercializadas no Brasil.

Idealizado por um grupo de empresários e produtores com grande experiência no setor, o Ceaflor começou movimentando a economia regional. A estrutura logística e operacional do empreendimento exigiu um investimento de R$ 50 milhões. Em um só lugar estão reunidas 350 empresas, as quais alavancaram a geração de 2 mil novos postos de trabalho, diretos e indiretos. A expectativa de faturamento anual é de R$ 650 milhões. 

Instalado na Rodovia Prefeito Aziz Lian, via que dá acesso a Holambra a partir da Rodovia Campinas-Mogi-Mirim (SP 340), o CEAFLOR dispõe de 44 mil m² de área coberta. Ao todo são 676 boxes ou pontos de venda separados por áreas de atuação: 241 boxes de acessórios para floricultura, jardinagem e decoração, 128 para o comércio de flores de corte, 126 de flores em vasos e 181 boxes de paisagismo.

Fonte: Assessoria de Imprensa do CEAFLOR 
Ateliê da Notícia – Vera Longuini
Jornalista responsável: Gabriel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *