Investimento privado em Nova Odessa em 2021 foi 3,5 vezes maior que nos 8 anos anteriores, mostra Seade

Por Diretoria de Comunicação da Prefeitura de Nova Odessa/SP

Com informações da Fundação Seade e do Governo do Estado de São Paulo

Os investimentos anunciados pela iniciativa privada em Nova Odessa em 2021 totalizaram RS$ 500,2 milhões. Esse valor representa 14% de todo o investimento privado anunciado de janeiro a novembro do ano passado nas 92 cidades da RA (Região Administrativa de Campinas), de R$ 3,66 bilhões. Além disso, é um investimento 3,5 vezes maior que todo o investimento empresarial na cidade anunciado publicamente nos oito anos anteriores (de 2013 a 2020), que foi de R$ 142,2 milhões.

É o que mostra a mais recente Piesp (Pesquisa de Investimentos Anunciados no Estado de São Paulo), da Fundação Seade (Sistema Estadual de Análise de Dados), divulgada nesta semana e disponível para consulta online no site da instituição de pesquisas vinculada ao Governo do Estado de São Paulo. Em Nova Odessa, os pesquisadores não localizaram na mídia anúncios de investimentos privados em Nova Odessa.

Para o prefeito Cláudio José Schooder, o Leitinho, “esta pesquisa da Fundação Seade mostra o que temos sentido na prática, que o empresariado está voltando a investir e a gerar empregos no Brasil, no Estado de São Paulo e também em Nova Odessa”.

“Por isso veio em boa hora a modernização que fizemos na nossa ‘Lei de Incentivo’, visando atrair cada vez mais investimentos para nossa cidade, gerando aumento de arrecadação e principalmente empregos”, acrescentou Leitinho, referindo-se à recente Lei Municipal nº 3.472/2022, que reformulou o ProdeNO (Programa de Incentivo ao Desenvolvimento Econômico de Nova Odessa).

ATRAÇÃO

A mais recente edição periódica da Piesp mostra ainda que o Estado de São Paulo recebeu R$ 208 bilhões de investimentos de empresas públicas e privadas entre 2019 e 2021, valor 22% maior do que o registrado nos três anos anteriores (2016, 2017 e 2018), que foi de R$ 170 bilhões.

Segundo o governador João Doria, “o resultado da Piesp aponta que o crescimento da atividade econômica em São Paulo, não obstante a pandemia, avançou junto com as reformas estruturantes que implantamos – previdenciária, administrativa e fiscal, em um claro sinal de confiança dos investidores nacionais e internacionais”.

“Os números demonstram que o estado de São Paulo cresce mais do que o Brasil há três anos seguidos. Neste período, um de cada três empregos criados no país foi gerado em São Paulo”, acrescentou o Governo ao anunciar os resultados da pesquisa.

“Uma economia que cresce abre mais perspectiva para venda das empresas. Em consequência, isso cria condições para mais investimento. São Paulo cresce a taxas altas, bastante superiores à média nacional, durante três anos seguidos e isso está criando demanda e oportunidade para investimento”, destacou o Secretário da Fazenda e Planejamento, Henrique Meirelles.

A Piesp é elaborada por captação automatizada e diária de anúncios e matérias jornalísticas publicados na grande imprensa. A confirmação das informações junto às empresas é feita via telefone e solicita dados sobre o tipo de investimento, o período que será realizado, o setor ao qual pertence a empresa, o valor e local do investimento.

“Deste triênio, praticamente em dois anos enfrentamos a pandemia e, mesmo assim, os investimentos continuaram acelerados no estado de São Paulo, totalizando mais de R$ 208 bilhões”, afirmou o diretor executivo da Fundação Seade, Bruno Caetano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.