Biblioteca Municipal de Hortolândia comemora Dia da Mulher com sugestões de livros com temática feminina

De acordo com o órgão, cerca de 70% dos leitores cadastrados são mulheres

O Dia da Mulher estimula o público feminino a refletir sobre sua luta por igualdade e dignidade. Para comemorar a data, a Biblioteca Municipal Terezinha França de Mendonça Duarte, órgão da Prefeitura de Hortolândia, indica uma lista de livros protagonizados por mulheres. São obras que contam histórias inspiradoras, reais e fictícias, sobre a condição feminina, no passado e nos dias atuais, no Brasil e em outros países.

“Selecionamos obras protagonizadas por mulheres fortes, algumas delas são personalidades que fizeram história. Incluimos também livros com temática direcionada para o público feminino”, explica o coordenador da biblioteca, Rafael Antonio da Silva.

Para facilitar o acesso do público e dos usuários cadastrados, o acervo da biblioteca está dividido por seções temáticas. O coordenador ressalta que uma dessas seções é denominada LJ (Literatura Jovem) Meninas. “Essa seção tem 173 títulos de literatura infantojuvenil, focados em protagonismo feminino, tema que desperta interesse nos leitores”, explica Silva.

Por falar em protagonismo, as mulheres são maioria na biblioteca. De acordo com o coordenador, dos mais de 5.500 leitores cadastrados, cerca de 70% são mulheres. “Destacamos ainda que na categoria Leitor Vip, são 70 usuários cadastrados. Desses, 52 são mulheres. Por isso, é importante para a biblioteca comemorar a data com as mulheres”, destaca Silva.

Confira abaixo as dicas de livros do acervo da Biblioteca Municipal para comemorar o Dia da Mulher:

– “Livre: a jornada de uma mulher em busca do recomeço”

Autora: Cheryl Strayed

A obra é o relato da autora norte-americana Cheryl Strayed sobre a caminhada que fez pela costa oeste dos Estados Unidos. Na época, Cheryl vivia um período difícil marcado pela morte da mãe dela, problemas no casamento e com a família. Por impulso, a autora decidiu fazer a jornada. O trajeto de 1.770 km foi do Deserto de Mojave, no sul da Califórnia, até o estado de Washington. O livro deu origem ao filme “Livre”, estrelado por Reese Whiterspoon.

– “Mulher: um projeto sem data de validade”

Autor: Malcolm Montgomery

A partir de sua experiência profissional, o ginecologista brasileiro Malcolm Montgomey, traz dicas e orientações para as mulheres sobre saúde, sexualidade e reprodução. O médico é conhecido por atender celebridades femininas famosas.

– “Helena de tróia: o papel da mulher na Grécia de Homero”

Autor: Claudio Mello e Souza

A partir de uma das mais conhecidas figuras femininas da mitologia grega, a bela Helena de Troia, cuja história foi narrada pelo poeta Homero, o jornalista fluminense Claudio Mello e Souza procura analisar a condição da mulher dentro da sociedade da Grécia antiga.

– “Histórias para o coração da mulher”

Organizadora: Alice Gray

A autora norte-americana Alice Gray compila várias histórias com lições de vida, com o intuito de alegrar o coração e o espírito das leitoras.

– “Histórias das mulheres no Brasil”

Organizadora: Mary Del Priore

Com organização da historiadora Mary Del Priore, o livre reúne artigos escritos por vários acadêmicos e pela consagrada escritora Lygia Fagundes Telles que abordam a situação da mulher no Brasil desde os tempos coloniais até os dias de hoje.

– “Catarina, a grande: retrato de uma mulher”

Autor: Robert K. Massie

Esta obra é uma biografia sobre a imperatriz russa Catarina, cujo reinado foi de 1762 até 1796, ano de sua morte. Nascida com o nome Sofia, a monarca adotou o nome Catarina ao se converter à igreja ortodoxa. A obra foi escrita pelo premiado historiador norte-americano Robert K. Massie.

– “A princesa perdida”

Autora: Maha Akhtar

Nesta obra autobiográfica, a autora conta sobre um fato inusitado que abalou sua vida. Aos 41 anos, Maha descobre por meio da mãe, em seu leito de morte, que seu pai não é seu pai biológico, e que na verdade ela é filha de um marajá indiano e neta de uma famosa dançarina de flamenco. Na época, Maha vivia um momento pessoal turbulento. Ela perdera o emprego e seu namorado de longa data se mudou para outro país. Desorientada, Maha parte numa jornada para conhecer suas raízes e seu pai verdadeiro.

– “Sobrevivi para contar: o poder da fé me salvou de um massacre”

Autores: Immaculée Ilibagiza e Steve Erwin

Nesta obra, Immaculée Ilibagiza conta como sobreviveu ao genocídio que aconteceu em 1994, em Ruanda, país localizado na África. O genocídio foi provocado por conflitos entre os grupos étnicos tútsis e hútus. Immaculée, que é tústsi, conseguiu escapar ao ser abrigada por um pastor hútu. Ela é a única mulher de uma família com quatro irmãos. Resgatada pelas forças da ONU (Organização das Nações Unidas), Immaculée emigrou para os Estados Unidos onde passou a trabalhar na própria ONU, casou-se e reconstruiu sua vida. Atualmente, ela se dedica à organização que criou para amparar sobreviventes de guerras e genocídios.  

– “Michelle: a biografia”

Autora: Liza Mundy

Esta obra faz um retrato biográfico de Michelle Obama, esposa do ex-presidente norte-americano Barack Obama. O livro aborda momentos íntimos e reveladores da vida pessoal e política de Michelle, que se destacou por sua personalidade. O livro foi escrito pela repórter Liza Mundy, que atua no jornal The Washington Post.

– “Mulheres negras do Brasil”

Autores: Schuma Schumaher e Érico Vital Brazil

Na obra, os autores abordam a história das mulheres negras, desde sua chegada ao país como escravas até os dias atuais. O objetivo da obra é construir um novo olhar sobre o passado e valorizar a contribuição das mulheres negras para o Brasil. Os autores levaram três anos de pesquisas feitas principalmente nos estados do Maranhão, Pernambuco, Bahia, São Paulo, Paraná, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

– “Mulheres corajosas sempre vencem”

Autora: Arianna Huffington

O livro traz dicas e experiências, divididas por temas, para as mulheres superarem medos e como enfrentarem desafios em suas vidas.

– “Mulheres de Cabul”

Autora: Harriet Logan

Neste livro-reportagem, a premiada fotógrafa inglesa Harriet Logan mostra a vida das mulheres do Afeganistão durante o regime de terror imposto pelo movimento fundamentalista talibã e após a queda do movimento. Além de fotos, a autora traz relatos emocionantes de algumas mulheres que ela entrevistou.

– “Mulher Maravilha – Série Os Melhores do Mundo”

Autor: váriosA obra compila algumas das histórias da mais famosa heroína do universo das histórias em quadrinhos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.