Com a alta da inflação e férias, fazer o salário render até o final do mês é desafio ainda maior em julho

Educador financeiro dá dicas para aproveitar o recesso escolar sem estourar o orçamento familiar

Com a inflação nas alturas, fazer o salário render até o final do mês tem sido um desafio cada vez mais difícil para as famílias brasileiras. A tarefa fica ainda mais complicada quando se trata de julho, mês de férias escolares. E esse ano, com a volta de vários eventos presenciais que estavam suspensos por causa da pandemia, resistir a tantos programas divertidos nem sempre é fácil.

Para garantir a diversão das crianças sem provocar um rombo no orçamento familiar, o educador financeiro e especialista em investimentos Rogério Araujo explica que é preciso não perder o foco das finanças pessoais. “Para não chegar ao final das férias totalmente sem dinheiro, é essencial planejar os programas e ter controle dos gastos. É importante envolver as crianças no planejamento, discutir os limites de gastos de cada dia e explicar a importância de não gastar além do estipulado. Dessa forma, elas aprendem a valorizar não só o dinheiro, mas os passeios escolhidos”, afirma.

Ao definir a programação junto com as crianças, os pais evitam, por exemplo, mudanças repentinas na programação. “Os filhos vão ter uma expectativa positiva por determinado passeio, vão esperar, fazer planos e nesta espera elas já começam a se divertir”, explica.

O especialista afirma que ao definir um limite de gastos por dia ou por semana, os pais estão ensinando, na prática, as diretrizes básicas do orçamento. É uma lição importante sobre educação financeira, que deve começar na infância.

Dicas para gastar menos nas férias:

– Faça passeios ao ar livre. Organize um piquenique, visite os parques da sua cidade.

– Aproveite as programações gratuitas, como passeios culturais.

– Defina um limite de gastos por dia ou por cada passeio.

– Promova atividades em casa, como a noite do cinema ou a noite do pijama.

– Se você tem milhas de cartão, aproveite para trocá-las por ingressos ou estadia em hotéis.

– Não faça dívidas. Das férias, guarde apenas as boas lembranças.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.