ICMC 50 anos: São Carlos recebe concerto especial da USP Filarmônica

Apresentação é gratuita e acontece na Paróquia São Sebastião na próxima quarta-feira, 15 de dezembro, às 20 horas

Na próxima quarta-feira, 15 de dezembro, às 20 horas, a Paróquia São Sebastião, na cidade de São Carlos, recebe um concerto especial da USP Filarmônica para celebrar o final do ano. O evento faz parte do calendário comemorativo dos 50 anos do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, que conta com patrocínio exclusivo do Santander.

A noite conta com solo do suíço Renato Wiedemann (violino), das cantoras Raquel Paulin (soprano) e Sarah Migliori (mezzo-soprano), e de Lincoln Reuel Mendes (contrabaixo). O concerto terá ainda a presença do luthier Fernando Fonterrada, por ocasião da inauguração do novo contrabaixo de cinco cordas da USP Filarmônica. A regência será do maestro Rubens Russomanno Ricciardi.

O programa terá início com a obra Lamento pela estultícia, de Rubens Russomanno Ricciardi, e segue com as peças: Introdução e rondó caprichoso, de Camille Saint-Saëns; Dueto das flores, da ópera Lakmé, de Léo Delibes; Acalanto da Rosa e Amor em Lágrimas, de Cláudio Santoro; Quem sabe, de Antônio Carlos Gomes; Ave Maria, de Johann Sebastian Bach. A orquestra encerra a apresentação com a tradicional canção de Natal Noite Feliz, de Franz Gruber.

A entrada no concerto é livre e gratuita, não sendo necessário a retirada de ingressos. A igreja será aberta ao público a partir das 19h30. Quem desejar poderá doar alimentos não perecíveis à Paróquia São Sebastião, que serão encaminhados a famílias carentes da cidade. O público que não puder comparecer presencialmente ao local, poderá acompanhar a apresentação ao vivo pelo canal ICMC TV no YouTube: www.youtube.com/c/ICMCTV.

O evento faz parte da série de concertos mensais da USP Filarmônica, que foi retomada em outubro de 2021, e faz parte das comemorações dos 10 anos da orquestra, composta por estudantes de graduação bolsistas. Sediada no Departamento de Música da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto da USP (DM-FFCLRP), a USP Filarmônica deu início às atividades no início de 2011.

Em São Carlos, o concerto é realizado pela USP Filarmônica em parceria com o ICMC, o Grupo Coordenador das Atividades de Cultura e Extensão USP São Carlos e a Paróquia São Sebastião de São Carlos.

Texto: Assessoria de Comunicação da USP Filarmônica e do ICMC

Concerto especial da USP Filarmônica
Quando: quarta-feira, 15 de dezembro, às 20 horas
Onde: Paróquia São Sebastião (São Carlos)
Endereço: Av. Dr. Carlos Botelho, 2371 – Centro, São Carlos
Entrada livre e gratuita (não é preciso retirar ingressos antecipadamente)

Observação: quem desejar poderá doar alimentos não perecíveis
Transmissão ao vivo no canal ICMC TV no Youtube: www.youtube.com/c/ICMCTV 


PROGRAMA SEM INTERVALO

Rubens Russomanno Ricciardi (Ribeirão Preto, 1964)
Lamento pela estultícia (Ribeirão Preto, 2021) para contrabaixo solista e orquestra – dedicada a Lincoln Reuel Mendes, por ocasião da inauguração do novo contrabaixo de cinco cordas da USP Filarmônica, instrumento do luthier Fernando Fonterrada – estreia mundial

Camille Saint-Saëns (Paris, 1835 – Argel, 1921)
Introdução e rondó caprichoso Opus 28 (Paris, 1863), para violino e orquestra

Jacques Offenbach (Colônia, 1819 – Paris, 1880)
Barcarola (Paris, 1864), para soprano, mezzo-soprano e orquestra

Léo Delibes (Saint-Germain-du-Val, 1836 – Paris, 1891)
Dueto das flores, da ópera Lakmé (Paris, 1883), para soprano e mezzo-soprano e orquestra

Claudio Santoro (Manaus, 1919 – Brasília, 1989)
Acalanto da Rosa (Rio de Janeiro, 1958), canção para mezzo-soprano e orquestra, com poema de Vinícius de Moraes e orquestração de Rubens Russomanno Ricciardi (Ribeirão Preto, 2013)
Amor em Lágrimas (Rio de Janeiro, 1957), canção para mezzo-soprano e orquestra, com poema de Vinícius de Moraes e orquestração de Rubens Russomanno Ricciardi (Ribeirão Preto, 2018)

Antônio Carlos Gomes (Campinas, 1836 – Belém, 1896)
Quem sabe (Campinas, 1859) – modinha para soprano e orquestra, com poema de Bittencourt Sampaio e orquestração de Rubens Russomanno Ricciardi (Ribeirão Preto, 2021)

Johann Sebastian Bach (Eisenach, 1685 – Leipzig, 1750) Charles Gounod (Paris, 1818 – Saint-Cloud, 1893)
Ave Maria – com canto de Gounod (Paris, 1852), parte de piano por Bach (Köthen, 1722) e a inserção de uma orquestra de cordas por Lucas Pigari e Rubens Russomanno Ricciardi (Ribeirão Preto, 2019)

Franz Gruber (Unterweitzberg, 1787 – Hallein, 1863)
Noite feliz (Oberndorf, 1818), canção de natal para soprano, mezzo-soprano e orquestra – de acordo com a partitura autógrafa de Gruber, numa edição do NAP-CIPEM da USP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.