Caos político e econômico cria cenário ideal para surfar no day trade

Notícias bombásticas negativas são o terror para os investidores da bolsa de valores. O índice Bovespa cai, o dólar sobe, as incertezas tomam conta do cenário financeiro. Mas, para quem faz operações intraday, conhecidas como day trade, esse “caos” pode ser bem-vindo.

O day trade consiste em operações de compra e venda (ou venda e compra) feitas no mesmo dia de pregão. Geralmente são operações rápidas ou até instantâneas, como no caso do scalping, que leva apenas poucos segundos entre abrir e fechar a operação.

Para que o day trade dê resultado, o ativo sendo negociado precisa ter alta ou queda dentro de um curtíssimo período. Com o preço caminhando de lado, essas operações não têm bons resultados. Ou sequer existem operações.

Por isso que quando o mercado tem grandes quedas ou grandes altas, como nos casos recentes, causados pelas declarações feitas pela cúpula do governo federal, as operações de day trade propiciam ganhos interessantes.

O mercado direcional, seja com preço subindo ou descendo, é o cenário perfeito para quem quer entrar e sair de operações rapidamente. Com base em indicadores de mercado e atentos às notícias, os operadores analisam os melhores momentos para fazerem as operações de compra ou venda, geralmente em dois principais ativos: o mini índice e o mini dólar.

Esses ativos são baseados nos ativos Índice Bovespa e Dólar, mas fracionados, permitindo que pequenos investidores tenham acesso às operações em bolsa com pouquíssimo capital. Essa democracia no acesso à B3 faz com que milhares de pessoas físicas invistam diariamente em operações do tipo day trade.

Como as oscilações de preço são rápidas, as projeções de perda ou de ganho podem assustar o trader principiante. Para identificar o momento correto de fazer — e principalmente de não fazer — essas operações, o investidor precisa, inicialmente, contar com o auxílio de profissionais experientes. Diversas corretoras oferecem a seus clientes esse suporte ao vivo, com salas virtuais conectadas dentro de uma rede privada, permitindo que a velocidade das informações passadas aos clientes por esses profissionais cheguem mais rapidamente, para que tomem a ação no momento certo.

Esse suporte é primordial para evitar que o nervosismo e descontrole emocional levem a grandes perdas financeiras, comum entre pessoas que se arriscam no mercado financeiro sem o conhecimento necessário.

Rogério Araújo é gestor e consultor financeiro, especialista em investimentos, fundador da Roar Educacional Consultoria e líder educacional da corretora de investimentos Vitreo 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *