CIESP-Campinas aponta que 53% da indústria aumentou presença na internet na pandemia

No período próximo de 12 a 24 meses, 66% das empresas afirmam que pretendem aumentar a presença no comércio eletrônico e mídias sociais.

A Regional Campinas do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) apresentou on-line para a Imprensa nessa terça (26 de julho) a Pesquisa de Sondagem Industrial, onde 53% das empresas associadas apontaram um aumento da presença digital – internet, comércio eletrônico e mídias sociais, nos últimos dois anos, em razão da pandemia da Covid-19.

Na apresentação da Sondagem Industrial, o diretor do Ciesp-Campinas, José Henrique Toledo Corrêa, afirmou que embora a pesquisa aponte uma ligeira queda de alguns indicadores em relação ao mês passado, os números mostram o melhor junho dos últimos quatro anos. A estabilidade no nível de emprego apontada por 83% das empresas, o nível de inadimplência inalterado para 70% das respondentes e o nível de utilização da capacidade instalada de produção (de 70,1% a 100%) para 57% das associadas são alguns exemplos citados por Corrêa.

“São números importantes, pois mostram a evolução da economia na região de Campinas. A gente verifica que as contas públicas ajudam bastante em relação a isso.  Também vemos a importância do crescimento do PIB, assim como a agroindústria, as exportações e as importações estão com volumes bastante consideráveis, o que fortalece a nossa economia”, explicou o diretor do Ciesp-Campinas.

A Sondagem indicou que o volume da produção diminuiu para 17% das indústrias em julho em relação ao mês anterior. Em junho 20% das associadas apontaram diminuição. Nesse mesmo período, a diminuição no faturamento foi apontada por 30% das indústrias, ficou estável para 35% e aumentou também para 35% delas. A lucratividade de junho ficou nos seguintes patamares para as empresas, em relação ao mês anterior: 30% – inferior, 48% – estável e 22% – superior.

A diretoria do Ciesp-Campinas afirmou que os custos de fretes, matérias-primas e componentes ainda pressionam fortemente a atividade industrial. Na pesquisa, 75% das associadas afirmaram que tiveram aumentos nesses custos em relação ao mês anterior.

Presença Digital – O crescimento da presença da indústria da região de Campinas na internet, comércio eletrônico e mídias sociais foi destacado pelo diretor do Ciesp-Campinas. Na Sondagem, 66% das empresas afirmaram que irão aumentar suas presenças nesses meios digitais, em um período de 12 a 24 meses. Nenhuma das empresas afirmou que irá diminuir, 26% delas ainda não têm avaliação e 8% não estarão presentes.

“Esses dados mostram a importância estratégica da Jornada de Transformação Digital, lançada recentemente. Nesse programa, Ciesp, Senai e Sebrae oferecem consultoria e suporte profissional para que 40 mil indústrias no Estado de São Paulo, nos próximos quatro anos modernizem seus sistemas. Nesse sentido, a pesquisa do Ciesp-Campinas destaca a intensa busca das indústrias da região, para a integração com o universo digital, que é o futuro”, acrescentou Corrêa.

Balança Comercial Regional – Em relação aos números da Balança Comercial Regional, em junho de 2022, o diretor do Departamento de Comércio Exterior do Ciesp-Campinas, Anselmo Riso, informou que o valor exportado foi de US$ 338,9 milhões – 38,8% maior que em junho de 2021. Já as importações no mesmo mês foram de US$ 1,2 bilhão – 30,7% maior do que em junho do ano passado. O saldo em junho de 2022 foi negativo em US$ 952,8 milhões – 28% maior do que o registrado em junho de 2021.

A corrente de comércio exterior regional (soma das exportações e importações) em junho de 2022 foi de US$ 1,6 bilhão – 32,3% maior que no mesmo mês do ano passado.

Em junho os principais municípios exportadores da Regional Campinas do Ciesp foram, pela ordem: Paulínia (30,1%), Campinas (26,2%), Sumaré (11,7%), Mogi Guaçu (9,7%) e Valinhos (5,2%).

Já os municípios que mais importaram foram: Paulínia (44,6%), Campinas (18,7%), Jaguariúna (8,8%), Sumaré (6,9%) e Hortolândia (6,7%). O percentual do município refere-se a sua participação em relação ao total da Regional no Balanço Mensal.

O diretor de Comércio Exterior, Anselmo Riso, destacou os três principais segmentos exportadores – máquinas – caldeiras – aparelhos mecânicos e suas partes; produtos plásticos e derivados e produtos de papel e celulose. Principais segmentos importadores – produtos químicos orgânicos; máquinas aparelhos e materiais elétricos e produtos químicos diversos.

O Ciesp-Campinas conta com 494 empresas associadas, distribuídas em 19 municípios da região. O faturamento conjunto das empresas associadas é de R$ 41,52 bilhões ao ano. Conjuntamente essas empresas empregam 98.894 colaboradores.


Roncon & Graça Comunicações
Jornalistas: Edécio Roncon / Vera Graça

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.