Santa Casa de Valinhos e Gestor Municipal do SUS chegam a um acordo para celebrar novo convênio

Após mais de quatro horas de exaustiva reunião, na segunda-feira, 20 de setembro, o Gestor Municipal do SUS e administração da Santa Casa de Valinhos chegaram ao acordo para a celebração do convênio, que havia se esgotado em 5 de agosto último, para atendimento de urgência e emergência dos pacientes SUS, apesar que isso não levou a Santa Casa deixar de atender aos usuários do SUS.O provedor Wagner Ceroni, acompanhado do Superintendente Fernando Pozzuto, do Tesoureiro Mário Masteguin e do Jurídico Dr. Ederson Valêncio, estiveram reunidos com a Prefeita Lucimara Godoy Villas Boas, o Vice Prefeito Major Osvaldo Rocco, secretários e jurídico municipal, também o presidente da Câmara Franklin Duarte e vereadores integrantes da Comissão de Saúde.

Wagner Ceroni agradeceu o resultado da reunião, pela inteligência e respeito para com a Santa Casa, que nesses dias passou por um sufoco grande com a possibilidade de não ter como pagar as suas despesas.
“Agradeço a Deus a maneira como tudo foi resolvido, o convênio é a estabilidade da entidade filantrópica, como determina o Ministério da Saúde”, disse o provedor.

O Superintendente Fernando Pozzuto explicou que com a grande demanda na urgência e emergência na Santa Casa principalmente para atender os casos de Covid, onde a Santa Casa fez adequação de 28 leitos de UTI para 45, contribuindo com o Gestor Municipal no atendimento da população de Valinhos , evitando ao máximo a remoção de Valinhense para outras cidades , provocou o pagamento dos serviços prestados pela Santa Casa de altos custos para entidade, fez com que os recursos orçados pelo poder público para o período de 12 meses, se esgotasse em agosto último, quando o prazo do convênio terminaria em 27/11/2021, por esse motivo era necessário que o gestor do SUS fizesse um aditivo no convênio ou um novo convênio. “Começamos as tratativas e ficou acertado um convênio até janeiro de 2022, portanto por seis meses e depois um novo convênio deverá ser discutido para os 12 meses seguintes. Durante a reunião e discussão dos quase quarenta itens da minuta, a Santa Casa cedeu em muitos momentos e a Prefeita em outros, chegando a um consenso que nos permite trabalhar no Plano Operacional de urgência e emergência, 24 horas. O convênio não contempla as cirurgias eletivas, mas não proíbe que possa ser contratada pelo Gestor SUS para fazê-la, por isso a Santa Casa está pronta para atender, dentro das normas da Vigilância Sanitária, e por fim reconhecemos o mérito, a Prefeita Lucimara que assumiu a frente e reabriu as negociações que culminou com o atual acordo”.

O Provedor Wagner Ceroni disse que se sentia aliviado, porque a Santa Casa foi construída com ideais de servir a comunidade, faz investimentos na qualidade dos nossos serviços. “Aqui não sai um centavo se não soubermos onde foi empregado, por isso mais uma vez agradeço a todos pelo apoio”.

Ao final da reunião o termo usado era que o acordo foi apalavrado sendo que o convênio deverá ser assinado nos próximos dias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *